SEO: tudo o que você precisa saber sobre o assunto!

Tempo de leitura: 12 minutos

Você já usou o Google milhares de vezes. Talvez em alguma ocasião Yahoo ou Bing. Todos eles têm uma coisa em comum: são mecanismos de busca aos quais as pessoas recorrem para encontrar sites. Certamente você já ouviu um acrônimo muito elegante: SEO que significa Search Engine Optimization.

Há muitas informações sobre isso, mas nenhuma realmente projetada para empreendedores e usuários que estão iniciando no marketing digital.

Assim sendo, para ajudar você, eu preparei o artigo de hoje sobre o SEO. Ficou interessado em saber mais? Então acompanhe comigo agora mesmo!

O que é SEO?

SEO é um conjunto de técnicas e estratégias para ser mais atrativo para o usuário e para os mecanismos de busca e, assim, elevar posições orgânicas nos resultados de busca.

Em suma, esta sigla responde às palavras Search Engine Optimization, que significa Otimização para Mecanismos de Busca.

Por isso, o SEO busca melhorar o posicionamento na web por meio da otimização técnica e do conteúdo do seu site.

SEO On Page vs SEO Off Page

De fato, o SEO é dividido em dois grandes grupos de técnicas:

  • SEO On Page: como o nome sugere, ele se refere a tudo o que você pode fazer em seu site, blog ou loja para melhorar suas posições no Google. Aspectos como saber qual palavra-chave escolher, como estruturar seu site, a velocidade de carregamento do seu site, os links internos, etc.
  • SEO Off Page: refere-se a tudo o que não depende estritamente de você e que não está “dentro” do seu site. Aqui falamos principalmente sobre links recebidos (número de sites ou blogs que apontam para o seu conteúdo), sinais sociais (compartilhados no Twitter, Facebook, LinkedIn…), registro no Google Search Console, etc.

Para que um site se posicione mais alto, é necessário obter uma combinação correta entre esse SEO On Page e SEO Off Page.

De fato, a única coisa que você pode controlar é o SEO On Page.

Sim, você pode comprar links, fazer guest post e obter links de amigos para melhorar o SEO Off Page do seu blog.

Vou fazer de você uma metáfora para você entender.

Imagine que você tem uma loja e que coloca publicidade em toda a cidade para que as pessoas façam compras. No entanto, as pessoas que chegam depois de ver a publicidade, encontram uma vitrine suja e um atendimento ao cliente desastroso.

O que vai acontecer? Elas nunca mais vão voltar e no final a única coisa que você vai ter causado é que os defeitos do seu negócio estão ainda mais expostos.

O relacionamento SEO Off Page – SEO On Page é semelhante.

Se você enviar muitos links para o seu post, mas quando o Google ou outro usuário chegar, você encontrará um artigo sem valor real… no final, você cairá no ranking do Google.

O que é marketing de mecanismos de busca ou SEM?

Em suma, o marketing de mecanismos de busca é a técnica usada por mecanismos de busca como o Google para capturar tráfego na web.

Em inglês, é conhecido como Search Engine Marketing (SEM) e abrange técnicas orgânicas e pagas. Na prática, o termo SEM é usado para se referir a publicidade ou tráfego pago.

Portanto, existem dois tipos de marketing de mecanismos de busca:

  • Search Engine Optimization (SEO): visa obter um ranking orgânico nos resultados de pesquisa. Não tem custo para você quando alguém clica nesses resultados, mas requer muita paciência, tempo e esforço.
  • Search Engine Advertising (SEA): esses links patrocinados são resultados sobre os quais o anunciante tem controle. As empresas contratam para colocar seus anúncios em páginas de resultados de pesquisa que correspondam ao que estão oferecendo. Esses links geralmente estão à direita e ao topo da página. E se você é o anunciante, terá que pagar toda vez que alguém clicar neles.

O marketing de mecanismos de busca é de vital importância para qualquer negócio, mesmo que você não tenha uma plataforma de vendas online. E esclareço que não há exceções a essa regra: todos devem ter uma estratégia de buscas.

Isso porque, os mecanismos de busca permitem que você alcance seus clientes no momento exato em que eles estão procurando algo específico. Por isso, é uma modalidade publicitária de altíssima precisão em termos de segmentação, o que proporciona excelentes resultados.

Os mecanismos de busca são tremendamente populares e constituem a ferramenta mais usada na Internet. Dentro deles, o mais popular de todos, que é sem dúvida o Google, tornou-se uma maneira de acessar mercados.

Se sua empresa não aparece na primeira página dos resultados orgânicos, você deve analisar a possibilidade de anunciar através do Google Ads ou aprender a fazer SEO de verdade.

O que são mecanismos de busca?

De fato, os mecanismos de busca são ferramentas que coletam as informações disponíveis na Internet, categorizam, ordenam e mostram aos usuários.

Para encontrar o conteúdo, os mecanismos de busca usam as palavras-chave que os identificam.

Em suma, cada vez que um usuário faz uma pesquisa com uma determinada palavra-chave, o mecanismo de pesquisa examina seu banco de dados em busca dos conteúdos que contêm tais informações.

O algoritmo de cada mecanismo de busca é aquele que determina a hierarquia nos resultados. Ninguém sabe a “receita”, mas geralmente eles valorizam a qualidade do conteúdo, a autoridade da página e o número de links recebidos.

Como o Google funciona?

O Google é o rei inquestionável dos mecanismos de busca. A operação do Google é dividida em 3 etapas:

Rastreamento

Os robôs do Google (rastreadores) olham para o horizonte da Internet para analisar qual conteúdo está disponível em uma determinada pesquisa. Por exemplo, “raças de cães”.

O Google encontra um site, segue os links que ele possui e chega a outras páginas, onde ele executa o mesmo processo.

Dessa forma, o famoso mecanismo de busca está rastreando toda a Internet.

Indexamento

Uma vez que o Google localiza um site e o analisa, se estiver tudo bem, ele o salva em seu banco de dados. Este é o processo de indexação.

Graças à indexação, o Google constrói uma lista de páginas da web que respondem a uma determinada intenção de pesquisa.

Por isso, é tão importante usar as palavras-chave certas em nossos conteúdos, já que elas facilitam a indexação, além de trabalhar SEO.

Resultados da pesquisa

Cada vez que um usuário faz uma consulta no Google, a ferramenta pesquisa em seu banco de dados os resultados mais relevantes e os mostra ao usuário.

A posição dos resultados da pesquisa é determinada pelo algoritmo.

Os algoritmos usados pelos mecanismos de busca são armazenados em sete chaves para que ninguém saiba exatamente como eles funcionam.

É o seu maior tesouro.

Se todos soubessem exatamente como o Google funciona, seria muito fácil enganar e distorcer a funcionalidade do mecanismo de busca, o que teria um impacto negativo na qualidade do conteúdo exibido.

Para se proteger e também melhorar a precisão e a qualidade de seu serviço, o Google atualiza seu algoritmo com frequência.

Há pequenas atualizações quase todos os meses e 1 ou 2 grandes atualizações ao longo do ano.

Dessa forma, um dia você pode estar no número 1 e no outro você não pode aparecer na primeira página. As consequências podem ser catastróficas.

Como fazer SEO?

Após todo esse conteúdo teórico, é hora de ver a parte prática. Posicionar seu blog nos mecanismos de busca pode ser difícil, dependendo da palavra-chave que você deseja atacar.

Mas conseguir um ranking rápido no Google pode fazer uma grande diferença para o seu negócio.

Existem milhares de dicas, técnicas e truques de SEO. Aqui vou lhe fornecer algumas dicas úteis:

1. Escreva sobre o que as pessoas estão interessadas

Se o seu tópico for popular, a probabilidade de receber visitas será maior.

Mas se a sua palavra-chave for muito popular, o seu blog, exceto por milagres, não poderá aparecer nos primeiros resultados e não receberá as visitas esperadas.

Como você pode ver, tudo é uma questão de equilíbrio na vida.

Use ferramentas como o Google Trends para quantificar a popularidade atual e futura de uma palavra-chave.

Você deve usar palavras com projeção futura, sem muita concorrência e com pesquisas diárias significativas (pelo menos 100 buscas / dia).

2. Selecione palavras-chave muito precisas e relevantes

Você deve tentar otimizar um post para uma única palavra-chave.

Claro, essa palavra-chave terá que ser 100% relevante para o seu artigo. Em vez de usar palavras-chave genéricas, escolha palavras-chave muito específicas.

Vou dar um exemplo: em vez de tentar posicionar um artigo com a palavra-chave “Facebook”, tente novamente com “como criar um anúncio no Facebook”.

3. Use palavras-chave de cauda longa

Selecione palavras-chave de 2 a 3 palavras, melhor ainda se forem de 3 a 4 palavras: as estatísticas mostram que cerca de 60% das pesquisas incluem 2 ou 3 palavras.

Tenha isso em mente ao fazer otimização SEO do seu artigo para uma palavra-chave.

Para um blog recém-criado, eu recomendaria escolher palavras-chave de 3 ou 4 palavras. Assim você melhorará o posicionamento do seu blog mais facilmente.

4. Use sua palavra-chave nos títulos e subtítulos do seu artigo

Títulos são o elemento mais importante do SEO on-page.

Use títulos e legendas como um elemento de usabilidade que facilita a leitura do seu post, mas você também deve aproveitá-los para inserir sua palavra-chave.

Além disso, lembre-se de colocar a palavra-chave várias vezes ao longo do post.

Há pessoas que se importam muito com a densidade de palavras-chave. Recomendo que você seja natural e use sinônimos e variações da palavra-chave.

SEO

5. Tente otimizar

Não exagere no uso da sua palavra-chave em seu artigo, porque o Google pode decidir penalizá-lo por spam.

As penalidades geralmente são de 90 dias, e acredite em mim, 90 dias é uma eternidade se for a sua palavra-chave número 1.

Como você sabe se está exagerando? Pense no seu leitor e na qualidade da leitura dele.

Leia seu post em voz alta. Se soa estranho, você está exagerando. Você verá como é muito fácil identificar quando você está atingindo o limite do aceitável.

6. Use URLs amigáveis

Uma URL amigável é qualquer que seja fácil para o Google e o usuário entenderem.

Se sua URL é do tipo www.nomedoblog.com/23-jhk.php, é impossível saber o que ela contém.

Por outro lado, se sua URL for do tipo www.nomedoblog.com/seo, será muito mais fácil entender seu conteúdo.

7. Instale um plugin de seo

Existem muitos. Mas eu recomendo o Yoast SEO.

O Yoast permite que você crie um mapa do site do seu site, otimize seus posts e diga ao Google qual conteúdo você deseja indexar.

Dessa forma, os robôs do Google rastrearão seu site com prazer.

8. Registre-se no Google Analytics

O Google Analytics é uma ferramenta de web analytics que oferece dados estatísticos sobre usuários, visitas e visualizações de páginas, entre outros.

Ele também permite que você saiba de quais países eles o visitam e para qual artigo do seu site.

Uma ferramenta fundamental para melhorar seu site.

Enquanto isso, o Search Console é outra ferramenta do Google dedicada a oferecer informações sobre pesquisas relacionadas ao seu site.

Ele mostra dados tão relevantes quanto o número de impressões, cliques e posição em que sua página está.

Ele também alerta você sobre possíveis erros e ajuda você a corrigi-los.

9. Trabalhe os links internos

De fato, você deve usar um menu simples e prático e criar várias categorias para classificar o conteúdo do seu blog.

Sim, o menu também faz parte do link interno do seu site.

Nos posts, tente usar links semânticos, com significado para o mecanismo de busca

Em suma, tente variar o texto do qual você vincula (o texto âncora). Lembre-se, se você abusar muito da palavra-chave, poderá ser penalizado ou ignorado.

10. Obtenha links de qualidade

Links recebidos são importantes para o Google, então dedique seu esforço a eles. 

Escreva como convidado em blogs de terceiros com um público relevante maior que o seu. É um ganha-ganha: o blogueiro tem conteúdo novo e relevante a custo zero e você tem uma maneira de alcançar um novo público. 

Gostou de saber mais sobre SEO? Então não deixe de acompanhar os demais artigos do blog, tenho muitas outras novidades para você!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *