Marketing de afiliados: o que é e como funciona?

Tempo de leitura: 12 minutos

marketing de afiliados se tornou uma das formas mais populares de ganhar dinheiro na internet, mas você sabe como esse sistema funciona?

Para ajudar você a entender mais sobre o marketing de afiliados, eu preparei o artigo de hoje sobre o assunto. Ficou interessado em saber mais? Então acompanhe comigo agora mesmo!

O que é marketing de afiliados?

Vamos começar do começo: o que exatamente significa marketing de afiliados?

Em suma, o marketing de afiliados é um tipo de marketing que permite que você ganhe uma comissão através de produtos promovidos. 

Se você tem um blog, essa é uma grande oportunidade para você ganhar dinheiro na internet!

A base é simples. Como blogueiro, você terá construído sua própria comunidade, que o segue e o apoia a cada novo conteúdo que lançar. Seus leitores confiam em você, então, se eles virem que você faz a promoção de um produto, eles estarão interessados nele.

Se alguém decidir e comprar, você ganhará uma comissão pela venda.

Simples, certo?

Em resumo, aqui está um pequeno resumo de como acontece:

  • Você testa um produto ou serviço que você gosta e detecta que se encaixa no seu público.
  • Você promove esse produto ou serviço através do seu blog com e-mail marketing, artigos, postagens de mídia social…
  • Em seguida, você ganha uma comissão por cada compra feita a partir do seu link de afiliado.

É uma estratégia que todos ganham….

A empresa que criou o produto ficará feliz porque conseguiu atrair um novo cliente sem fazer nenhum esforço no marketing (o único “esforço” foi pagar a comissão pela venda).

O cliente também ficará satisfeito porque você recomendou e ele irá sanar uma necessidade ou um desejo que tinha. 

E você também está feliz porque ganhará uma comissão por essa venda.

Como você pode ver, o marketing de afiliados é uma proposta de “tripla vitória” que é vantajosa para todos: você, a empresa e o cliente.

Vantagens e desvantagens do marketing de afiliados

Vantagens

Sempre que falamos sobre marketing de afiliados, todos pensamos em ganhar dinheiro através da comissão, mas há muitas outras vantagens associadas:

  • Você não precisa investir tempo na criação de produtos.
  • Você não precisa dar suporte aos clientes, pois isso é feito pela empresa que comercializa aquele produto.
  • marketing de afiliados permite que a empresa cresça com risco zero com uma força de vendas externa.

Em geral, um sistema de afiliados é muito mais eficiente do que a publicidade, já que apenas os sucessos são recompensados.

De fato, clicar em um anúncio não tem valor, o que realmente conta é quando o cliente faz a compra. 

Desvantagens

Nem tudo o que brilha é ouro e, no marketing de afiliados, também não é por várias razões:

  • Os clientes que você consegue como afiliado não são seus clientes. Você não pode enviar e-mails de compra novamente, fazê-los comprar outra coisa e criar um relacionamento duradouro através do produto vendido.
  • O número de promoções de afiliados que você pode fazer por ano é limitado, já que você pode cansar seu público.
  • Não basta colocar um link de afiliado em qualquer lugar e é isso. Você tem que trabalhar quase tanto quanto se promovesse seu próprio produto.
marketing de afiliados

Os 6 princípios do marketing de afiliados

Trabalho com marketing de afiliados há muitos anos no meu blog e, antes de explicar como você pode aplicá-lo em seu blog, quero que você saiba quais são os 6 princípios que regem essa estratégia.

Sem eles, será de pouca utilidade aplicar o resto.

Relevância

É muito importante que você recomende produtos relevantes para o seu público.

Se você tem um blog sobre como começar um negócio e promover um produto de dieta ou um jogo de guerra online, não despertará nenhum interesse em seu público.

O risco é o dobro se você não segmentar suas ofertas: você não venderá nada e também perderá leitores. É uma derrota dupla para você.

A relevância dos produtos que você promove é essencial. Se eu fosse você, nunca promoveria produtos que não têm nada a ver com as necessidades do meu público.

Credibilidade

Eu, pessoalmente, como afiliado, recomendo apenas os produtos que uso. Mas não apenas uma vez, mas aqueles que eu uso diariamente.

O que você não pode fazer é promover produtos que não sabe nada sobre.

Sua reputação é o ativo mais valioso que você tem e certamente você não deseja colocá-lo em perigo por uma comissão de alguns reais, não é mesmo?

Sua própria experiência

Para fechar vendas quando você trabalha com marketing de afiliados, nunca deve dizer a ninguém para comprar o produto “X” ou o serviço “Y” porque você o recomenda a eles.

Qual é o valor disso? Se você mesmo não experimentou o produto/serviço, como saber se é realmente aquilo tudo que você apresenta?

É melhor que você se concentre em apresentar sua experiência com este produto e qual o valor que ele tem para o seu próprio negócio. De fato, trabalhar com tutoriais explicativos em vídeo é muito mais educativo e eficiente no nível do marketing de afiliados.

Não tenha medo de identificar os limites de um produto ou serviço e dizer com muita clareza para quem ele é recomendado e para quem NÃO é. Dessa forma, você ajuda a pessoa a identificar se aquele produto será capaz de ajudá-la.

Nem tudo o que brilha é ouro

Esqueça banners animados intrusivos, flash ou pop-ups para promover produtos de marketing de afiliados.

Também não use plug-ins que transformam automaticamente palavras-chave em links de afiliados.

Lembre-se do ponto no 1, a relevância é a chave. Dessa forma, ninguém melhor do que um ser humano para otimizar a inclusão natural de um link de afiliado em um post. O esforço compensa e, se você fizer isso, verá como os resultados das conversões disparam.

Também não exagere com o número de links que você incorpora. Um link acima, alguns ao meio e outro no final são mais do que suficientes.

Além disso, você também vai poupar problemas sérios com o Google, que não gosta de blogs cheios de publicidade e/ou links de afiliados.

Conflito de interesse

Os médicos, quando dão palestras científicas nos congressos em que participam, têm a obrigação de revelar possíveis conflitos de interesse. Por exemplo, trabalhar com um laboratório farmacêutico para lançar um novo medicamento relacionado ao assunto exposto.

Faça o mesmo. Revele seus conflitos de interesse, seja transparente e honesto.

Tome o seu tempo

Você pode tentar fechar uma venda após a chegada de um novo visitante. Ou você também pode dar conteúdo gratuito por algumas semanas e apresentar sua oferta quando já tiver desenvolvido uma relação de confiança com o leitor.

Contudo, eu recomendo fortemente que você opte pela segunda opção. Você verá que, dessa forma, a porcentagem de vendas fechadas é muito maior.

Como ganhar dinheiro com o marketing de afiliados?

Agora que você já conhece toda a teoria, vamos ao que eu e você gostamos: praticar. Nesta parte do post, vou lhe mostrar como ganhar dinheiro com o marketing de afiliados.

Escolha o nicho certo

Se você ainda não lançou seu projeto, a primeira coisa que precisa fazer é escolher o mercado no qual deseja se especializar. Esqueça a ideia de falar sobre tudo um pouco. Isso não funciona.

Um nicho lucrativo para você será aquele que atende a esses 4 pilares:

1. Um assunto sobre o que você é apaixonado

Ainda há muitas pessoas que pensam que um negócio na Internet consiste apenas em abri um blog, escolher 3 produtos e começar a vender. Faça uma pergunta a si mesmo: de onde você acha que os clientes virão?

Se você está começando, seu orçamento é limitado e você não poderá investir em publicidade no Facebook Ads ou Ads.

Para conseguir clientes, você precisa desenvolver uma estratégia de conteúdo. Você terá que escrever para atrair seus leitores ideais, seus futuros clientes.

E isso envolve muito trabalho:

  • Procure novas ideias para postagens.
  • Escreva conteúdo épico.
  • Realize entrevistas com influenciadores do seu setor.
  • Responda aos comentários.
  • Etc.

Você consegue imaginar fazer tudo isso a partir de um tópico que você não gosta? Antes de ganhar um único real, você já teria abandonado a ideia.

2. Resolva a necessidade de uma comunidade

Um mercado nada mais é do que um grupo de pessoas que têm uma necessidade comum. Eles têm um problema, mas não a solução.

Isso é o que os americanos chamam de fator de dor. Quanto mais uma ferida dói, mais cedo queremos curá-la, certo?

A chave para a venda sempre foi e sempre será detectar quais são os problemas de um público para que você possa oferecer uma solução a eles.

Por isso, nunca venda um produto que você não saiba que vai melhorar 100% o dia a dia de muitas pessoas. Se você fizer isso, matará sua credibilidade e todo o seu poder de venda.

3. Tamanho do mercado

Quanto maior o mercado, mais opções de vendas existem. Mas também mais concorrência.

O ideal é segmentar dentro de um mercado. Ou seja, buscar pequenos segmentos dentro de um mercado maior para atingir um número específico de pessoas. 

4. Não é necessário inventar novos mercados

Um erro muito típico quando você começa com negócios na Internet é encontrar um produto revolucionário. Um produto que ninguém conhece, mas que você acha que vai mudar o mundo.

Ouça-me quando eu disser que isso é uma perda de tempo.

Um novo produto implica que não há mercado. Ainda não há clientes que tenham essa necessidade ou estejam cientes de que têm esse problema.

Isso significa que não há demanda atual pelo seu produto, então você teria que investir o orçamento que não tem para torná-lo conhecido pelos clientes.

O que você tem que fazer é escolher um mercado que está se desenvolvendo.

Escolha o produto

Agora que você já decidiu em qual nicho vai trabalhar, é hora de ver quais produtos você vai vender.

O que todo mundo faz é escolher apenas os produtos pelos quais ganhará mais comissão.

Isso é uma idiotice completa, já que os únicos produtos vendidos são aqueles que são úteis, não aqueles que têm o preço mais alto.

Uma das maneiras mais eficazes de analisar se um produto está em demanda é o próprio Google.

A primeira coisa que você precisa fazer é localizar as palavras-chave mais interessantes do seu nicho de mercado. Para isso, você tem muitas ferramentas:

  • Planejador de Palavras-chave do Google
  • Ubersuggest
  • Keywoordtool.io
  • SEMrush

Quando você já tem uma lista bastante ampla de palavras-chave, terá que verificar qual é o volume de pesquisa delas.

Contudo, tenha em mente que a ideia sempre se repete: quanto mais vendido ou mais buscas o produto tiver, maior será a concorrência também.

Por isso, o ideal é equilibrar, entre um produto que tem buscas, mas ao mesmo tempo pouca concorrência. 

Análise de concorrência

Um dos grandes desafios que você enfrenta como afiliado é a concorrência para obter tráfego orgânico.

Para saber se você tem opções de ranquear um produto, é importante que você analise o resto dos sites que você vai lutar para conseguir se posicionar no Google.

Otimize seu seo

Ao analisar sua concorrência, você já deve ter percebido que precisará trabalhar duro para conseguir tráfego orgânico.

Se você quer maximizar as vendas com marketing de afiliados, precisa melhorar seu posicionamento ao máximo. Para isso, você pode investir nesses pontos:

SEO On Page

Esses são todos os recursos que você pode otimizar dentro da própria página. Alguns dos mais importantes são os seguintes:

  • Velocidade de carregamento.
  • Experiência do usuário.
  • Link interno.

Conteúdo

Dentro do SEO On Page, a forma como o conteúdo do seu blog é escrito também influencia. Embora sua prioridade deva ser sempre seus leitores, não faz mal que você também aprenda a seduzir o Google com suas palavras.

Seo Off Page

Deste lado, temos todos os fatores externos que afetam seu blog, o que se resume principalmente aos links que direcionam para o seu blog.

Uma maneira 100% legal de obter links é fazendo guest posts. Quando você faz um artigo de convidado, você tem a opção de incorporar algum link para o seu site, o que vai dar gás ao seu SEO.

Venda!

Agora você tem toda a sua plataforma.

Seu blog está rodando, otimizado para SEO e você já sabe quais são os produtos ideais para o seu público. Parece que você não precisa mais de mais nada, precisa?

Erro.

Você não tem uma das questões mais importantes: estratégia.

Para vender com marketing de afiliados sem perder o foco, você precisa ter clareza sobre sua estratégia. Ou seja, você precisará testar diferentes métodos e analisar aqueles que funcionam melhor e investir novamente neles.

Apenas dessa forma você obterá sucesso a longo prazo no marketing de afiliados. 

Gostou de saber mais sobre o marketing de afiliados? Então não deixe de acompanhar os demais artigos do blog, tenho muitas outras novidades para você!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *