Como funciona o dropshipping: tudo o que você precisa saber

Como funciona o dropshipping: tudo o que você precisa saber

Tempo de leitura: 11 minutos

O dropshipping está se tornando um modelo de negócios muito promissor, principalmente para pequenos empreendedores digitais. Mas como funciona o dropshipping?

Para ajudar você a entender mais sobre como funciona o dropshipping, eu preparei o artigo de hoje sobre o assunto. Ficou interessado em saber mais? Então acompanhe comigo agora mesmo!

O que é dropshipping?

O dropshipping é parte integrante do e-commerce em 2021 e atualmente é o sonho de vários empreendedores. No entanto, esse termo ainda é vago para algumas pessoas que se perguntam o que é dropshipping, então uma definição simples e explicações são necessárias.

Então, o que exatamente significa dropshipping? “Dropshipping” é um termo em inglês que pode ser traduzido como “entrega direta” em português. 

Como funciona o dropshipping?

Como funciona o dropshipping? Na prática, veja como funciona: o cliente acessa seu site e compra um produto. Você é informado e transmite esse pedido ao seu fornecedor que enviará o produto diretamente ao seu cliente final. 

Em nenhum momento o revendedor entra em contato com o produto. Seu papel é, portanto, o de intermediário, mas não apenas, porque cabe a você mostrar o produto e vendê-lo.

Veja, a operação de dropshipping não é muito complicada. Além disso, se esse tipo de distribuição se tornou amplamente democratizado nos últimos anos, é graças a essa simplicidade de implementação. 

Na verdade, não há necessidade de gerenciar suprimentos e estoques no dropshipping, nem a entrega. É o atacadista que cuida de toda a logística para enviar o produto para o seu cliente. É assim que funciona.

Vale lembrar que o dropshipping não exige nenhum investimento em termos de fabricação ou armazenamento, já que você vende um produto que não lhe pertence e a entrega é feita diretamente do armazém do atacadista. 

Tudo o que você precisa é de um site no qual você exibirá os produtos. É graças a esse aspecto financeiro que os riscos do dropshipping são quase inexistentes.

A margem de lucro representa a diferença entre o preço pelo cliente (que você define) e o preço de atacado aplicado pelo seu fornecedor, a equação é bastante simples. 

A definição de dropshipping é, portanto, muito simples: é simplesmente um método para vender produtos sem ter que gerenciar o estoque e sem sequer ter que gerenciar a entrega.

Dropshipping é legal?

Agora que você já sabe como funciona o dropshipping, vamos a uma pergunta que é muito feita: dropshipping é legal?

A resposta é sim. Essa prática é completamente legal, é uma atividade comercial por direito próprio. É o mesmo princípio de um supermercado que vende produtos alimentícios de marca aos consumidores, exceto que aqui, tudo acontece pela Internet.

Embora o dropshipping não seja ilegal, algumas práticas de revenda são fraudulentas e ajudaram a manchar a imagem dessa atividade no e-commerce. É o caso quando itens falsificados, produtos de marca são revendidos sem autorização ou em caso de cobrança incorreta de impostos.

Pré-requisitos: você foi feito para dropshipping?

Antes de iniciar no dropshipping, é importante descobrir se você foi feito para isso ou não. Como em outros negócios, não comece sem pensar.

Primeiro, você terá que verificar se seus interesses estão de acordo com o básico do dropshipping, ou seja, uma visão empreendedora e uma atração para o marketing. 

Esses dois pontos estão no centro dessa atividade de e-commerce porque você terá que se projetar no longo prazo e aproveitar as oportunidades para realizar seu negócio. Para realizar uma atividade de dropshipping, você deve estar motivado e querer ter sucesso.

Além do aspecto empreendedor, o marketing ocupa uma parte importante, até predominante, da atividade de dropshipping. Isso porque, seu papel é destacar um produto para vendê-lo. 

Você terá que ser capaz de criar uma necessidade e dar valor ao seu produto aos olhos do consumidor, a fim de convencê-lo a prosseguir com a compra. Essas habilidades obviamente poderão ser adquiridas e melhoradas ao longo do tempo.

Assim, um bom gestor de loja dropshopping poderá vender o mesmo produto mais caro que o concorrente, simplesmente porque ele tem melhores habilidades de marketing.

Portanto, você deve ser um excelente vendedor para empreendedor no dropshipping, ou recrutar um especialista em marketing que possa ajudá-lo se você estiver interessado no nicho, mas não tiver essa habilidade.

Dropshipping não é compatível com todos os temperamentos, pois às vezes requer paciência e uma boa dose de perseverança, duas qualidades que devem fazer parte da sua personalidade.

Mesmo que os resultados possam chegar rapidamente, você não encontrará necessariamente a receita certa na primeira vez.

Como começar a usar dropshipping?

Agora é hora de chegar ao cerne da questão e responder à pergunta de todos: como começar no dropshipping? Iniciar esse tipo de atividade de e-commerce não é tão complicado, mas não é feito com um simples estalar de dedo. 

Existem alguns passos-chave para seguir antes de começar, a fim de maximizar suas chances de sucesso.

Escolha o tipo de loja (produto único, temático…)

Antes mesmo de escolher o que deseja vender no seu site dropshipping, primeiro você terá que pensar no modelo da sua loja. Três possibilidades estão disponíveis para você:

  • Único produto (um único produto presente com suas variações)
  • Temático (vários produtos pertencentes ao mesmo nicho)
  • Geral (vários produtos em diferentes universos)

Lojas virtuais baseadas em um único produto são uma tendência crescente em 2021. Se você é novo no dropshipping, aconselho que você opte por esse tipo de loja porque uma referência exclusiva permite que você se concentre em uma clientela específica e evite a dispersão.

Em geral, esses sites contêm uma única página que deve ser bem organizada para aprimorar o produto com argumentos convincentes. 

Lojas de produtos únicos podem ajudá-lo a construir uma mensagem mais poderosa e atrair mais atenção de potenciais alvos. Finalmente, um site de produto único também requer menos trabalho em termos de gerenciamento.

Lojas temáticas ou multiprodutos também são recomendadas se você já tem uma ideia clara do seu posicionamento e faz sentido oferecer várias referências pertencentes ao mesmo ambiente. 

Um site baseado em uma versão temática tem a vantagem de criar a necessidade mais facilmente para o cliente, que será encorajado a completar sua coleção ou comprar vários sortimentos.

Ao contrário do que se possa pensar, sites generalistas de dropshipping (multiproduto e multiuniverso) não permitem que mais vendas sejam feitas. Coloque-se no lugar do visitante que pode ficar confuso entre brinquedos infantis, móveis de escritório, telefones e especiarias.

Se você quer fazer muito, corre o risco de quebrar a identidade da sua marca e borrar a mente do consumidor. Além disso, a multiplicação de linhas de produtos e a extensa diversificação aumentam muito sua carga de trabalho. 

Selecione o produto ou nicho certo

Quando você sabe o tipo de loja que deseja montar, o trabalho não para por aí em seus primeiros passos no dropshipping. Próxima pergunta a fazer: o que vender no dropshipping? Agora é necessário encontrar o produto certo ou, na falta disso, o nicho certo.

Nesta fase, não há necessidade de se dispersar muito. Pense nas tendências atuais e tente descobrir as de amanhã para estar um passo à frente dos seus concorrentes.

Você pode usar a ferramenta Google Trends para saber com que frequência uma palavra-chave aparece e como ela evolui para tirar conclusões. 

Opte por produtos para os quais seus clientes terão dificuldade em saber o verdadeiro valor. É aqui que você pode obter as melhores margens, dando valor ao seu produto graças a um belo destaque (marketing).

Último ponto importante: quando você procura um nicho de dropshipping, o objetivo não é se diferenciar a todo custo. Se você realmente acha que tem a ideia certa e um de seus concorrentes está posicionado no mesmo nicho, não necessariamente abandone seu projeto. 

Pelo contrário, não tenha medo de reutilizá-lo e pense em uma maneira de vender esse mesmo produto melhor do que ele. Um desafio adicional.

como funciona o dropshipping

Encontre um fornecedor para dropshipping

Você selecionou o produto vencedor, tudo o que resta é encontrar um site comercial que o venda. Então, como encontrar um fornecedor para dropshipping? 

É essencial fazer algumas pesquisas a montante para encontrar um atacadista dropshipping que venda itens originais e de qualidade e ofereça uma boa gestão logística. 

Além dos gigantes Amazon, AliExpress e Alibaba, existem outros atacadistas que permitirão que você amplie seus horizontes, ofereça uma oferta diferenciadora e se destaque mais facilmente.

Esteja ciente de que as plataformas de gerenciamento de sites dropshipping geralmente oferecem parcerias com certos fornecedores e incluem conectores para automatizar pedidos e entrega. 

Também pode orientá-lo ao escolher seu provedor dropshipping. Com apenas um clique, você pode importar os produtos para sua loja, economizando um tempo considerável.

Crie um site dropshipping

Você tem o modelo da sua loja, seu produto e sabe a qual fornecedor recorrer? Ainda há um passo crucial que tornará seu projeto uma realidade: a criação do seu site dropshipping.

Para os não iniciados, é recomendado utilizar uma plataforma que reúne diversas ferramentas muito úteis para sites de e-commerce e dropshipping online de vendas. 

Dessa forma, você não precisará instalar nenhum software de antemão. Esse tipo de plataforma promete uma solução pronta para uso para ajudá-lo a construir sua loja dropshipping.

Shopify é projetada especificamente para a atividade dropshipping e permite que você hospede seu site e crie sua loja em poucos minutos usando um editor web integrado e muitos modelos personalizáveis. 

O WordPress é outro renomado editor web que também oferece uma opção de dropshipping entre seus pacotes de e-commerce.

Se você já aprendeu um pouco sobre dropshipping, certamente sabe que Shopify e WordPress são os líderes mundiais no campo. 

Sua grande facilidade de uso, juntamente com muitas parcerias de qualidade, os tornam as escolhas fáceis para uma imensa maioria de empreendedores que embarcam no dropshipping.

Defina o preço certo para ser lucrativo

No dropshipping, cabe ao revendedor definir seu preço de venda. E não existe uma regra para escolher o seu preço de venda no dropshipping. Você pode se basear no preço de atacado e, em seguida, fazer análises competitivas e pedir a opinião de seus entes queridos. 

O objetivo é encontrar um equilíbrio para manter uma oferta atraente e manter um bom nível de margem ao mesmo tempo.

Você deve saber que as margens no dropshipping variam muito de um produto para outro. Em um produto muito barato (de baixo custo), as margens podem ser enormes – até 10 vezes ou 30 vezes o preço. 

É assim que alguns conseguem ganhar dinheiro com dropshipping. Você já deve ter visto algumas pulseiras que parecem muito bonitas. Na verdade, elas são compradas 40 centavos no AliExpress para serem revendidas a dezenas de reais em lojas dropshipping.

Pronto! Você descobriu como funciona o dropshipping e como criar sua loja com esse sistema!

como funciona o dropshipping

Quais são os custos do dropshipping?

O dropshipping tem uma grande vantagem sobre os pontos de venda físicos e as atividades tradicionais de vendas online. Esses são os custos muito baixos que isso acarreta para você, o distribuidor.

De fato, no dropshipping, não se trata de fabricar um produto e muito menos armazená-lo, o que já elimina grande parte dos gastos. Você também pode excluir os custos logísticos, pois é o atacadista quem cuida desse aspecto.

Finalmente, apenas algumas despesas serão atribuíveis a você. Aqui estão os custos do dropshipping:

  • O preço de atacado do produto 
  • Subscrição da plataforma de e-commerce 
  • As taxas de transação da plataforma (que variam de 2% a 0,5% na venda, dependendo do seu plano)
  • Aquisição de clientes em SEA (compra de palavras-chave, publicidade em mídia social) e/ou SEO (desenvolvimento de site, criação de conteúdo)

No dropshipping, os custos são quase inexistentes. É isso que incentiva tantas pessoas a embarcar na aventura. Mas você ainda terá que levar em conta as taxas estabelecidas acima para garantir a lucratividade do seu site de vendas on-line sem estoque. Entendeu como funciona o dropshipping?

Gostou de saber mais sobre como funciona o dropshipping? Então não deixe de acompanhar os demais artigos do blog, tenho muitas outras novidades para você!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *